quinta-feira, 8 de outubro de 2015

MESTRE

Quem sou eu? - Ah! Que alergia - não, não, não - alegoria, não, digo, alegria! Te ver aqui! Me chamo Mestre, sou um anão que mora numa floresta com seis companheiros: Soneca, Dengoso, Atchim, Feliz, Zangado e o Dunga, que é técnico da dinheirão - não - ganha pão! Não, não: micão! Ah! Quero dizer, seleção!

Onde eu moro? Numa floresta encantada! Sou vizinho de um ogro bonzinho, que tem como amigo um elefante voador que fala sem parar e sonha em ser um menino de verdade – vai entender! Tem também uma cobra cor-de-rosa, muito dengosa, que queria ter braços e pernas, e pertence a uma boneca de pano animada, muito travessa que odeia tomar banho e troca o erre pelo ele!

O que me faria feliz? Bem, acho que John Lennon deveria escrever mais livros, que a J. K. Rowling deveria ganhar mais títulos e que o Grêmio deveria estar vivo! Opa! Acho que me confundi! Não, não! Ah! Esquece.

Minha opinião sobre os políticos brasileiros? Ah, deveriam ser honestos! Mas isso é espremer - não - contorcer! Digo, enlouquecer! Infelizmente. Por fora - não - por hora, não, não, não, por agora: a tua piscina tá cheia de ratos, já dizia Cafuza, digo, Cazuza!

Um recado? Viva a sociedade alternativa, Renato Seixas, pois é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, Raul Russo. As nossas ideias não correspondem aos fatos. Mesmo! 

Qual o meu objetivo? Me cobri, digo, me pari! Não, não, me perdi! Está ficando muito difícil e eu já não estou falando nada com nada! Meu real objetivo era mostrar pra vocês que nada tem sentido se a gente não parar pra usar a cabeça! Se a gente não parar com a alienação da televisão, opa! Digo, distração do cabeção, a gente não entende nada mesmo! Abrir a mente é necessário! E é bom, eu garanto!

Um recado final? A humanidade evoluiu tanto, não? Foram muitos anos de evolução. Os problemas começaram há muito tempo com os primeiros hominídeos, que eram evolucionistas, até que nasceu Adão, criacionista convicto. Depois dele veio Eva, Caim e Abel, e depois... Bem, deixa pra lá! Aí os egípcios, os gregos, as bruxas, os monarcas, a Dercy Gonçalves, Paul McCartney e Jesus, bem como você, eu, Hitler e Edir Macedo. Então! Estamos no século XXI. Qual é a da juventude? Vamos penar e chorar mais - não, não - rezar e comprar mais! Ah! Não, não, não! Digo, PENSAR e AMAR mais, muito mais! É o que estamos precisando.